desenho-sapo-no-gol

O Sapo Ricardo


Sapo Ricardo era um sapo diferente.

Grande, gordo, mas, principalmente, sonhador… e não tinha um sonho qualquer não…

Quando sua mãe falava de seu irmão, que tinha sido beijado por uma princesa e virado príncipe, Sapo Ricardo
fazia pouco caso.

Essa história de castelo e fada era coisa do passado.

Sapo Ricardo queria mesmo era ser bola de futebol e participar de jogo importante… da final do Campeonato Brasileiro.

– HA!HA!HA! – que ideia de girico – gozava Caco Quati.

– BOLA DE FUT… – Carla Cutia nem conseguia terminar a frase e desatava a rir.

Mas Sapo Ricardo não ligava para gozação não.

Deixava os bichos para lá e ia treinar descendo o ribeirinho.

Fazia chuva, fazia sol e Sapo Ricardo aparecia.

Inflando seu barrigão, para ficar redondo como uma bola e depois rolando, rolando ladeirinha abaixo cada vez mais depressa.

Aprendeu com o tempo, a não ficar tonto, – QUE ALÍVIO! – a controlar a sua velocidade na descida e até a ir para um lado e para o outro.

Muitas roladas depois, Sapo Ricardo estava pronto.

Então, partiu em direção a cidade grande, trouxinha nas costas e determinação enorme no coração.

No início, Sapo Ricardo ficou assustado. Como tudo era grande! Os prédios, os carros, as pessoas correndo apressadas de um lado para o outro.

Sapo Ricardo teve de usar todas as suas habilidades para não ser pisoteado!

Logo, o gigantesco castelo de concreto que todos chamavam de estádio apareceu na sua frente e Sapo Ricardo sentiu o coração acelerado batendo apressado no peito.

Entrou de mansinho por um bueiro ao lado e com cuidado chegou ao vestiário… e lá, teve uma baita decepção!
As bolas eram todas brancas e ele não!

Achou um pó esquisito chamado talco e passou por todo seu corpo até ficar bem branquinho como sabão.

Pulou, então, para a beira do campo e esperou sua oportunidade.

A bola saiu e o jogador apressado nem viu que, agora, não era a bola que jogava, mas sim Sapo Ricardo.

Chutavam para frente, chutavam para trás. Mas que forte! Sapo Ricardo não aguentava mais.

Então, todo mundo parou para ver o último chute pois o jogo já ia terminar.

E Sapo Ricardo voou sem saber onde iria parar.

sapo

Essa agora! Essa não! O vento mudou sua direção! Mas Sapo Ricardo não tinha treinado em vão…

Colocou a língua para fora na trave a se enrolar e mudou sua direção para o gol da vitória marcar!

E Sapo Ricardo virou campeão, uma celebridade, e até mesmo seu irmão príncipe foi a ele assistir.

E, com isso, a maior de todas as lições ele ensinou a todos: nunca desistir!

FIM

Rodrigo Lopes

Leu esta historinha para seu filho? O que ele achou? Sua opinião e a da sua criança são super importantes para que possamos escrever histórias infantis cada vez mais criativas e divertidas! 🙂

Para ler nossas outras histórias infantis, clique AQUI!

Se te interessar, temos nossa sessão PARA COLORIR com ilustrações de nossas historinhas.

Ou para baixar nosso aplicativo gratuito, clique AQUI!

Comente AQUI! É sempre uma alegria ler a sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s